PROMOÇÃO

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Após prisão de Jacob Barata Filho, PF realiza operação no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Federal realiza na manhã desta segunda-feira (3) mais uma etapa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro tendo como alvo a cúpula do transporte rodoviário do estado. Na noite deste domingo (2), a força-tarefa já havia cumprid mandado de prisão contra um dos maiores empresários do setor do Rio de Janeiro, Jacob Barata Filho. Ele foi detido no Aeroporto Internacional Tom Jobim, que tentava embarcar para Lisboa, em Portugal. O empresário já estava na área de embarque quando foi detido. Já nesta segunda, são oito mandados de prisão. Os investigadores rastrearam R$ 200 milhões em propina pagos para os alvos da operação a políticos do estado. Também há mandados de busca e apreensão nas cidades de São Gonçalo (RJ) e Paraíba do Sul (RJ) e nos estados do Paraná e de Santa Catarina – neste último, na capital, Florianópolis, foi detido o ex-presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Rio (Detro), Rogério Onofre. Outro mandado foi cumprido logo no início da manhã, no apartamento de Lélis Marcos Teixeira, presidente da Fetranspor, no bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio. Lélis já havia sido levado em condição coercitiva em outra operação da Lava Jato e desta vez tem contra si um mandado de prisão. Agentes também foram à casa de José Carlos Lavoura, integrante do conselho da Fetranspor, na Barra da Tijuca.
Marcelo Traça Gonçalves, presidente do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário do Rio de Janeiro, também foi alvo.

Nenhum comentário: