PROMOÇÃO

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Empreiteiro da OAS, Léo Pinheiro é condenado a 10 anos e 8 meses na ação contra Lula

Foto: Reprodução / MPF

O empreiteiro da OAS, Léo Pinheiro, que foi delator na ação que condenou o ex-presidente Lula (veja aqui) foi condenado a 10 anos e 8 meses pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. O empresário já havia sido condenado pela Lava Jato em outras duas ações. Na sentença, o juiz Sérgio Moro levou em consideração a “colaboração tardia” do empreiteiro e, ao contrário da redução de 2/3 que a defesa requereu e da metade da pena que o Ministério Público Federal pediu, Moro concedeu apenas a progressão da pena a partir do cumprimento de dois anos e seis meses de regime fechado. “Sendo seu depoimento consistente com o restante do quadro probatório, especialmente com as provas documentais produzidas e tendo ele, o depoimento, relevância probatória para o julgamento, justifica-se a concessão a ele de benefícios legais”, disse Moro na decisão. O juiz ainda considerou a “culpabilidade do condenado, o papel relevante dele no esquema criminoso, a colaboração tardia, a consistência do depoimento com as provas documentais dos autos, a relevância do depoimento para o julgamento deste feito” e admitiu a progressão de regime de cumprimento de pena. Na sentença, Moro condena o empreiteiro da OAS por corrupção passiva pelo “pagamento de vantagem indevida a agente dos Partido dos Trabalhadores, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva” e por lavagem de dinheiro por ocultar e dissimular “a titularidade do apartamento 164-A , triplex, e do beneficiário das reformas realizadas”.

por Júlia Vigné

Nenhum comentário: