PROMOÇÃO

domingo, 6 de agosto de 2017

Após cassação de governador e vice, Amazonas tem nova eleição neste domingo

Foto: Divulgação/TRE-AM

Mais de 2,3 milhões de pessoas devem ir às urnas neste domingo (6) para eleger o novo governador do Amazonas – o pleito suplementar ocorreu após a cassação dos mandatos do ex-governador, José Melo, e do vice, Henrique Oliveira. Segundo informações do portal G1, atualmente, o estado é comandado interinamente pelo presidente da Assembleia Legislativa, Davi Almeida. São nove candidatos: candidatos Amazonino Mendes (PDT), Eduardo Braga (PMDB), Jardel (PPL), José Ricardo (PT), Liliane Araújo (PPS), Luiz Castro (Rede), Marcelo Serafim (PSB), Rebecca Garcia (PP) e Wilker Barreto (PHS). A eleição chegou a ser suspensa no dia 28 de junho, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. Agora, quem for eleito terá que aguardar o julgamento dos recursos apresentados por Melo e Oliveira, antes de receber a diplomação. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), o Amazonas possui 61 zonas no interior e 13 na capital. Ao todo são 7.262 seções eleitorais distribuídas em 1,508 locais de votação. Do conjunto de eleitores, 1.274.399 milhão está na capital, Manaus, o que representa 2,5% a mais na comparação com 2014, quando havia 1.243.844 eleitores na capital. Para reforçar a segurança, 35 mil pessoas deverão atuar em todo o estado, entre mesários, forças de segurança federais e estaduais, Corpo de Bombeiros, servidores do tribunal, além do gabinete de gestão integrada.
A Polícia Militar do Amazonas terá apoio de militares das Forças Armadas: no total, 23 municípios terão tropas militares para viabilizar a realização do pleito. De acordo com o presidente do TRE, o desembargador Yedo Simões, as cidades com reforço são aquelas onde foi registrado maior número de incidentes no pleito ocorrido em 2016.

Nenhum comentário: