PROMOÇÃO

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Cabral admite ter recebido R$ 30 mi em caixa 2 de Eike Batista mas nega ser propina

Foto: Pedro França / Minc

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), negou que a quantia de R$ 30 milhões recebida por ele do empresário Eike Batista tenha sido propina. Cabral classificou o valor recebido em contas no exteiror como "ajuda financeira de campanha". "Pedi apoio a Eike durante a campanha de 2010. Seriam R$ 25 milhões, R$ 30 milhões. Esse dinheiro foi pago no Brasil, em 2010, para a minha campanha eleitoral. Em reais. Não foi propina, foi ajuda financeira de campanha", sustentou. O ex-governador ainda afirmou ter usado os recursos na politica. "Eu gastei quase a totalidade dos recursos de caixa dois em campanhas eleitorais", disse.

Nenhum comentário: