PROMOÇÃO

domingo, 27 de agosto de 2017

Polícia registra três duplos homicídios na Capital

Durante a manhã deste sábado (26), a Polícia Civil registrou três duplos homicídios. Dois deles aconteceram no município de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O outro foi no bairro Mondubim, em Fortaleza. Dentre as vítimas, duas eram adolescentes. Dois corpos do sexo masculino foram encontrados no bairro Itambé, na RMF. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a vítima Francisco José dos Santos Soares estava parcialmente enterrada em uma cova rasa, com diversas perfurações pelo corpo e com as mãos amarradas. O outro corpo encontrado no mesmo bairro estava carbonizado e com perfurações na cabeça. Devido ao estado, a vítima não pode ser identificada no local. Nenhum suspeito por este duplo homicídio foi capturado. Ainda em Caucaia, morreram Marcelo Moura Vieira, de 16 anos de idade, e Francisco Breno Araújo Barbosa. As vítimas foram abordadas por dois suspeitos, por volta das 10h, no bairro Cigana. Segundo a Secretaria, na tarde deste sábado (26), foram presos em flagrante José Daniel Silva de Abreu e Jonathan Severino. A dupla suspeita das mortes na Cigana foi abordada por policiais militares. De acordo com a Pasta, a arma utilizada para matar Vieira e Barbosa foi uma pistola .40, encontrada próximo à via férrea.
Os suspeitos foram conduzidos até a Delegacia Metropolitana de Caucaia e autuados pelo crime de homicídio. Conforme a SSPDS, em depoimento, Daniel Silva de Abreu revelou que cometeu o crime porque estava sendo ameaçado.
A Polícia Civil afirmou investigar a motivação dos suspeitos e aguardar o laudo pericial na arma para comprovar a materialidade do delito. Fortaleza também registrou um duplo homicídio. No Mondubim, João Paulo de Lima Caetano, 16, e um outro homem, não identificado, morreram baleados. O crime aconteceu no entorno da principal lagoa do bairro. Até o momento, nenhum suspeito das execuções foi preso. Conforme a SSPDS, os suspeitos estavam em um veículo de cor branca. A Secretaria ressalta que, o popular que puder contribuir com as investigações, pode repassar informações por meio do Disque Denúncia 181. Conforme a Pasta, é garantido sigilo da identidade do denunciante.

Fonte: DN

Nenhum comentário: