PROMOÇÃO

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Confusão em um bar termina com assassinato à faca em Cachoeira de Fora, Arneiroz-CE

Foto - repórter Flaviano Oliveira 

Uma confusão em um bar no distrito de Cachoeira de Fora –Arneiroz-CE, evolvendo alguns indivíduos, resultou na morte de uma pessoa que tentou intervir no problema. O fato aconteceu na noite desta terça-feira,10, num estabelecimento, que fica situado na Rua Joaquim Sabino, as margens da CE 176 – naquela vila. Segundo informações, a confusão seria envolvendo as seguintes pessoas: Antonio Celson, Romáro e Willian contra um rapaz conhecido por Zé Dias, motivação banal. Contudo, José Arimatéia de Oliveira, 38, conhecido como Zezinho Pedreiro, que estava no local, tentou apaziguar o fato, mas com isso, ele teria sido segurado por dois indivíduos e lesionado à faca pelo terceiro acusado, identificado apenas como Antonio Celson. Zezinho Pedreiro foi atingido com três perfurações, sendo uma no peito esquerdo, uma no peito direito e outra no braço direito. O mesmo foi socorrido para o Hospital Municipal de Arneiroz e em seguida para Tauá, e por volta das 23h30 quando estava sendo providenciada a sua transferência para Fortaleza, ele não resistiu.

Ação rápida da Polícia Militar.


Após o crime, a PM de Arneiroz foi acionada e através do trabalho do Sub Tenente Laurindo e do Sargento Silva, conseguiu efetuar a prisão de um dos acusados, conhecido como Antonio Celson, que já tem passagem pela polícia por homicídio.
Os demais acabaram fugindo. O corpo da vítima foi encaminhado ao IML – Instituto Médico Legal de Tauá e o acusado conduzido para a 14ª DP - Delegacia de Policia Civil, onde foi flagranteado, no Art. 121, do CPB – Código Pena Brasileiro - pelo crime de homicídio. Zezinho pedreiro era filho de Antonio Araújo de Oliveira e de Maria Regina de Oliveira. Ele era casado e residia no bairro Meireles em Tauá. O mesmo estava em Cachoeira de Fora, onde passava a semana trabalhando numa obra (construção) particular, do ex. presidente da Câmara de Arneiroz, vereador Airton Novinho. Zezinho era casado e deixa três filhos, dois do atual relacionamento e outro de um anterior. Revoltada com o fato, a família do mesmo pede justiça e espera que os outros acusados também sejam presos e punidos no rigor da lei.


Por Flaviano Oliveira – repórter.

Fonte da Matéria: BLOG DO EDY FERNANDES
Via Diomar Araujo

Nenhum comentário: