PROMOÇÃO

domingo, 15 de outubro de 2017

Cunha era responsável por repassar propina paga por Joesley a Temer, delata Funaro

Foto: Reprodução / Revista Fórum

Em depoimentos prestados à Procuradoria-Geral da República (PGR), o doleiro Lúcio Funaro explicou como as propinas pagas por Joesley Batista, sócio da JBS, chegavam a lideranças do PMDB, como o ex-deputado federal Eduardo Cunha e o presidente Michel Temer. De acordo com Funaro, o objetivo com a propina era obter créditos do FI-FGTS para Eldorado Celulose, empresa do grupo J&F. "Eu tinha uma conta interna com ele [Joesley], ele me creditou na conta corrente o valor da propina", explicou o delator. Registrado no dia 23 de agosto deste ano, o depoimento foi divulgado pelo jornal Folha de S. Paulo, nesta sexta-feira (13). Nas gravações, Funaro afirma que 95% do que recebeu de Joesley foi por meio da emissão de notas fiscais. Outro método era pagar boletos de supermercado ou de contas "que um doleiro que se chama Tony" o mandava. "Ele cobrava um percentual e me entregava em dinheiro vivo. O dinheiro chegando na minha mão, eu distribuía para quem eu tinha que pagar – que, nesse caso, era o Eduardo Cunha", delatou. Identificado como operador de propinas do PMDB, Funaro era próximo do ex-presidente da Câmara. De acordo com o doleiro, era Cunha o responsável por fazer o repasse "para quem era de direito dentro do PMDB, as pessoas que apoiavam ele", explicou, citando como destinatários o presidente Temer e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (RN).

Nenhum comentário: