PROMOÇÃO

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Joesley contrata jurista que pediu impeachment de Dilma para defender delação

Foto: Agência Brasil

A defesa de Joesley Batista e Ricardo Saud enviou ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), pareceres dos juristas Miguel Reale Júnior, Geraldo Prado e Lenio Streck que defendem a não anulação do acordo de delação premiada dos dois executivos da JBS. Miguel Reale foi ex-ministro da Justiça no governo Fernando Henrique Cardoso e também um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, os documentos argumentam que os motivos elencados por Rodrigo Janot para rescindir os acordos não são fortes o suficiente para uma condenação. Sobre Marcelo Miller, acusado de ter sido cooptado pela dupla, dizem que não há crime. A tese é que o ex-procurador não atuou no processo no período em que esteve com Joesley.

Nenhum comentário: