PROMOÇÃO

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Ministério da Saúde duplica recursos para diagnóstico de câncer de mama

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira (23) um reajuste nos valores de exames essenciais para diagnóstico de câncer de mama. Anualmente, serão investidos mais de R$ 9,4 milhões para identificação de tumores. Em 2016, o investimento foi de R$ 4,1 milhões para realização desses procedimentos. De acordo com a pasta, a expectativa é triplicar o número de procedimentos mais precisos. "Precisamos ter mais agilidade na identificação da doença e na resposta dos resultados, para que tenha mais efetividade no tratamento ofertado. Nosso objetivo é garantir maior acesso aos exames que tenham mais resolutividade, de acordo com a indicação médica, no diagnóstico. Quanto mais cedo confirmar a doença, mais cedo se inicia o tratamento, aumentando as chances de cura", ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Questionado sobre a relação entre o aumento dos recursos e a expectativa de ampliação de diagnósticos, ele explicou que "aumentando o valor do exame, espera-se ampliar a oferta do mercado desses serviços". Barros pontuou ainda que, com o já observado crescimento no número de mamografias realizadas no país, cresce também a demanda por outros procedimentos para confirmação. Entre 2010 e 2016, o Brasil registrou um aumento de 35% no número de mamografias realizadas, passando de 3 milhões para mais de 4 milhões de exames. Desse total, 62,2% foram feitas em mulheres de 50 a 69 anos, faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, em 2017, cerca de 58 mil mulheres terão câncer de mama.

Nenhum comentário: