PROMOÇÃO

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

MPCE e Polícia Civil desmancham esquema de servidores fantasmas na Câmara de Acarape


APolícia Civil está cumprindo, na tarde desta terça-feira (31), mandatos de busca e apreensão na Câmara dos Vereadores de Acarape para desarticular um esquema de funcionários fantasmas que estaria beneficiando sete dos nove parlamentares da Casa. O caso está nas mãos do promotor André Zeck, do Ministério Público do Ceará (MPCE), que investiga ainda uma tentativa de maquiar informações sobre os servidores. O caso veio à tona em 2014, quando um homem tentou renovar o benefício do Bolsa Família e foi impedido por seu nome constar, sem seu consentimento, como assessor do vereador Fernando dos Morenos (PMB). O homem acionou a Justiça e pôs em evidência o esquema de funcionários fantasmas na Câmara. Durante a investigação, já em 2017, o Ministério Público requisitou ao presidente da Câmara José do Franzé a lista de assessores contratados pela Casa. O parlamentar enviou ao MP um documento com os nomes dos assessores, que teriam sido contratados em 1º de janeiro de 2017, o que chamou a atenção do promotor, já que a data é reservada para a posse dos vereadores eleitos. Entre os assessores contratados, com remuneração de cerca de R$ 1.100, estavam pessoas que nem moravam em Acarape. A situação do presidente da Câmara piorou quando agentes da Polícia Civil encontraram um livro de ponto de funcionários, com todo o ano de 2017 assinado, incluindo os meses de recesso parlamentar. Estariam envolvidos no esquema sete dos nove vereadores Agentes da Polícia Civil seguem dentro da Câmara colhendo esclarecimentos e apreendendo documentos e outros materiais para a investigação. Ninguém foi preso até o momento.

Ceara News 7

Nenhum comentário: