PROMOÇÃO

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Moradores de comunidade fecham a BR-116 em protesto após Chacina das Cajazeiras

Mais de 40 pessoas da comunidade se reuniram pedindo por Justiça devido à chacina que resultou em 14 mortes


Na ocasião, os moradores oram, clamando por conforto e Justiça para as famílias das vítimas. ( Foto: Cadu Freitas/Diário do Nordeste )

Os manifestantes fecharam os dois lados da BR-116 foi pneus, tocos de árvore e madeira. ( Foto: Cadu Freitas/Diário do Nordeste )

A população da Comunidade do Barreirão, no bairro Cajazeiras, se reuniu, na tarde desta segunda-feira (29), em uma manifestação na qual pedem Justiça aos culpados que participaram da chacina que resultou em 14 mortes na madrugada do último sábado (27). O protesto, que reuniu mais de 40 pessoas, aconteceu em frente ao Forró do Gago, na Rua Madre Tereza de Calcutá, onde a matança ocorreu.

A maioria da população do bairro presente no ato vestiu preto, para demonstrar o luto. Parte dos moradores da região também criticam a abordagem da Polícia. Segundo eles, apesar de estarem mais presentes após a chacina, os agentes estão questionando as pessoas do bairro para saber se participam de facções, "incomodando" quem não possui envolvimento no crime. Na manifestação, os moradores realizaram orações, clamando pelo conforto e Justiça para as famílias das vítimas. 

Com o protesto, a população fechou os dois lados da BR-116, permitindo apenas que duas ambulâncias passassem. Os manifestantes colocaram fogo em pneus, pedaços de árvore e madeira para bloquear o local. Gritos de "queremos Justiça!" foram entoados durante o momento.






Diario do Nordeste
Diario do Nordeste




O policiamento chegou por volta das 18h45 e pediu que a manifestação acabasse às 19h. "Quando der 19h, vocês liberam, por que tem trabalhadores também, com o direito de ir e vir", solicitou o tenente Wellington, da Polícia Militar. Após conversa, os participantes aceitaram.

Durante o ato, o trânsito na BR-116 ficou conturbado, mas às 19h a via começou a ser liberada. A própria população apagou o fogo e retirou os objetos da rodovia.

Nenhum comentário: