PROMOÇÃO

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Governador Camilo Santana anuncia concurso em 2018

( FOTO: NATINHO RODRIGUES )
O governador disse que neste ano lançará um novo certame para a Polícia Civil 

Com objetivo de aumentar o índice de elucidação dos crimes e melhorar o trabalho investigativo feito no Ceará, o governador Camilo Santana anunciou, ontem, durante entrevista na Rádio Verdes Mares AM, que, ainda em 2018, haverá um novo concurso para a Polícia Civil. O governador não especificou data e quantitativo de vagas, mas adiantou que o certame deve acontecer, independentemente da possibilidade de poder convocar mais aprovados do último concurso, realizado no ano de 2015.

"Quando contratei o Fórum de Segurança Pública Nacional perguntei o que era preciso para tornar a Polícia Civil do Ceará na melhor Polícia Civil do País. Estou recebendo esse diagnóstico. Uma das coisas que vamos ter que fazer é chamar mais profissionais. De forma planejada, vamos fortalecer a Polícia Civil do Ceará", afirmou o governador.

Camilo Santana lembrou que 730 novos policiais civis foram convocados em dezembro de 2017 e estão em formação. A previsão é que o grupo comece a atuar ainda no primeiro semestre deste ano. "Nós estamos investindo forte, mesmo em um período de crise. O Ceará tinha um dos menores efetivos da Polícia Civil do País e é uma Polícia importante", disse.

Para a vice-presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Ceará (Sinpol-CE), Ana Paula Cavalcante, o aumento do efetivo não é a prioridade mais urgente. Ana Paula afirmou que, devido ao baixo salário, há uma falta de interesse generalizada e um elevado índice de abandono de função.

"Antes de fazer concurso, o que também é importante, é preciso resolver a questão salarial. Se não, é enxugar gelo. Esses policiais entram e quando tem concurso para outras Polícias que paguem melhor, saem. Nós também queremos que seja a melhor Polícia Civil do País. Hoje, temos cerca de três mil policiais civis e precisamos, pelo menos, dobrar esse efetivo", sustentou a vice-presidente do Sinpol.

Centro Regional


Há dois dias, o chefe do Executivo estadual afirmou querer que o Ceará sedie um Centro de Inteligência Regional da Segurança Pública do Nordeste, devido à localização geográfica do Estado, que facilita o tráfico de drogas. Ontem, Camilo acrescentou que irá se esforçar para o recebimento do Centro, por acreditar que a sede no Ceará facilitará o trabalho em nível do Nordeste.

Diario do Nordeste

Nenhum comentário: