PROMOÇÃO

sábado, 17 de fevereiro de 2018

HOMICÍDIOS Carnaval 2018 foi o mais violento dos últimos 4 anos


A constante guerra travada pelas facções criminosas nas ruas do Ceará fez com que o Carnaval 2018 fosse o mais violento desde o ano de 2015. Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), durante o feriado prolongado, contabilizado das 18h da última sexta-feira (9) até as 6h dessa quarta-feira (14), 59 pessoas foram assassinadas no Estado.

O levantamento oficial divulgado ontem aponta que, quando comparado a 2017, o número de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs) cresceu 28%. As 59 mortes também superam o apurado no período carnavalesco no ano de 2016. Na data, foram 53 vítimas.

Neste ano, Fortaleza apresentou o maior aumento de assassinatos. Ao longo dos dias de festas, 21 pessoas morreram na Capital. O número é mais que o dobro do ano passado, quando foram contabilizados 10 CVLIs. Outra localidade que apresentou aumento foi a Região Metropolitana: 10 mortes em 2017 e 14 em 2018. Para o titular da SSPDS, André Costa, o aumento dos crime nestes locais é porque há uma aglomeração de integrantes das facções.


"Não houve nenhum homicídio nas festas e nem nos entornos", disse André Costa acrescentando que o Interior Norte e o Sul não apresentaram aumento dos CVLIs durante o período.


Apreensões

Em coletiva, representantes da Pasta divulgaram ainda os números decorrentes das ações policiais. Ao longo da 'Operação Carnaval 2018', foram apreendidas 81 armas, 13 quilos de drogas e presos em flagrante 453 suspeitos. Todos estes números são inferiores ao do período momino de 2017.

O secretário da Segurança Pública do Ceará considera que o maior número de policiais militares nas ruas e as operações realizadas em cidades do Interior dias antes do Carnaval fizeram com que muitas pessoas evitassem ir aos locais de festas portando materiais de crime.

"O trabalho foi intensivo. Muitas vezes, se deixa de apreender mais coisa pela presença forte da Polícia. Destaco também a redução de 40% no número de assaltos no Estado", contou.

Acidentes

Os balanços finais e comparativos do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRe) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acerca do número de mortes no Carnaval 2018 foi positivo. Na rodovias estaduais, foram quatro registro de acidentes fatais, com uma vítima cada. Em 2017, o número chegou a 11.

De acordo com a SSPDS, o total de acidentes, veículos apreendidos e motoristas flagranteados na Lei Seca também diminuiu. Na operação deste ano 16 motoristas foram presos por embriaguez ao volante. Já segundo levantamento da PRF-CE, 42 acidentes foram registrados. A queda é de 9% ante igual período de 2017.

Apesar do recuo, o número de mortes nas estradas fiscalizadas pela PRF foi exatamente o mesmo: dois em cada um dos anos comparados.
Diario do Nordeste

Nenhum comentário: