PROMOÇÃO

sexta-feira, 20 de abril de 2018

STF nega recurso de Maluf, mas mantém deputado em prisão domiciliar

Foto: Leonardo Prado/ Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta quinta-feira (19), por 6 votos a 5, um pedido da defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) para apresentar mais um recurso contra a condenação sofrida pelo parlamentar. No entanto, ao final da sessão, o ministro Edson Fachin concedeu um habeas corpus de ofício, ou seja, por iniciativa própria, em razão do estado de saúde do deputado. Em dezembro do último ano, Maluf começou a cumprir pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão. Desde o dia 6, ele está internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O parlamentar foi condenado em maio do último ano por crimes de lavagem de dinheiro cometidos no período em que foi prefeito de São Paulo, entre 1993 e 1993.

Nenhum comentário: