PROMOÇÃO

sábado, 30 de junho de 2018

Barroso autoriza continuidade de inquérito da PF contra Temer até decisão da PGR

Foto: Marcelo Camargo / Ag Brasil

Até que haja uma definição sobre o pedido de prorrogação da investigação da Polícia Federal (PF) contra o presidente Michel Temer (MDB), os agentes poderão dar continuidade ao inquérito. A decisão foi proferida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, nesta sexta-feira (29). "Sem prejuízo, considerada a véspera do recesso e o conteúdo da peça em que formulado o pedido, autorizo o Ilmo. Sr. Delegado de Polícia Federal, Dr. Cleyber Malta Lopes, a prosseguir com as diligências de investigação [...] até que venha aos autos a manifestação da Procuradoria-Geral da República", justificou o ministro, que é relator do caso. Segundo informações do G1, Barroso definiu ainda que nenhum superior poderá retirar o delegado do caso, sem que isso seja justificado. O prazo estabelecido para o inquérito se encerra no começo de julho, então a PF pediu o acréscimo de mais 60 dias sob o argumento de que ainda não conseguiu concluir a investigação. Eles apuram se Temer editou um decreto, a fim de beneficiar determinadas empresas que atuam no porto de Santos. O presidente nega as acusações.

Nenhum comentário: