PROMOÇÃO

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Desafio para time grande: Seleção Brasileira busca vitória contra a forte Bélgica para chegar à semifinal e seguir na luta do Hexa

Gabriel Jesus foi confirmado entre os titulares pelo técnico Tite ( FOTO: CBF )

Com o que tem de melhor em seu elenco, o Brasil de Neymar terá um duro desafio contra a talentosa "Geração Dourada" da Bélgica, liderada por Eden Hazard, por uma vaga nas semifinais da Copa do Mundo da Rússia, nesta sexta-feira em Kazan, às 15 horas (de Brasília).

Após um início de Copa do Mundo em que deixou a desejar, com um empate com a Suíça (1x1) e uma suada vitória sobre a Costa Rica (2x0), o Brasil voltou a mostrar seu futebol diante da Sérvia (2x0) e comprovou o crescimento na competição com um triunfo de autoridade sobre o México (2x0), nas oitavas. E esse bom momento que a Seleção atravessa também se reflete no ânimo dos jogadores.

Marcelo, uma das referências técnicas da Seleção, voltará à lateral esquerda do time no lugar de Filipe Luís, depois de ficar na reserva contra os mexicanos devido a um espasmo nas costas.

Já Douglas Costa, ausente dos últimos dois jogos por causa de uma lesão na coxa direita, será opção importante de velocidade para o segundo tempo. O único contratempo para Tite será a ausência de um de seus pilares, o volante Casemiro, que cumprirá suspensão automática por acúmulo de cartões. A vaga do jogador do Real Madrid ficará com Fernandinho.

No ataque, as atenções seguirão focadas em Neymar. Não por acaso, a melhora no rendimento do Brasil na Copa do Mundo da Rússia parece andar de mãos dadas com o crescimento do camisa 10 na competição.

Mundo de olho em Neymar

O excesso de individualidade e nervosismo do início do Mundial deram lugar a um Neymar mais coletivo e centrado, culminando numa grande atuação contra o México, contra quem o craque do PSG anotou um gol e deu uma assistência, sendo eleito o melhor jogador em campo.

Contra a Bélgica, Neymar poderá contar novamente com os parceiros de ataque Willian, Coutinho e Gabriel Jesus, que, apesar da seca de gols na Rússia e da sombra de Firmino no banco de reservas, segue como centroavante da equipe graças ao importante trabalho tático que realiza em campo. "O poder criativo da Bélgica é muito forte, a qualidade, vai ser um grande jogo. São duas equipes que primam por um futebol bonito, cada um com suas características. A Bélgica tem valores individuais de qualidade, um grande técnico, uma grande campanha. Vai ser um grande jogo", analisou Tite, técnico da Seleção.

Danilo fora

O lateral-direito Danilo não tem mais chances de disputar partidas da Copa do Mundo da Rússia. A CBF comunicou que o jogador sofreu uma lesão ligamentar no tornozelo esquerdo após entorse no treinamento e está fora da Copa do Mundo.


Diario do Nordeste

Nenhum comentário: