PROMOÇÃO

sábado, 4 de agosto de 2018

Brasil e Argentina firmam acordo para uso das delações da Operação Lava Jato

Foto: Reprodução/ EBC

Um acordo entre a Procuradoria-Geral da Argentina e o Ministério Público Federal do Brasil foi fechado com o objetivo de viabilizar a obtenção de provas envolvendo as delações premiadas de executivos da empreiteira Odebrecht e de outros investigados na Operação Lava Jato. No mês de julho, o MPF divulgou que havia concluído as negociações para uso de informações e provas obtidas por meio das delações premiadas e acordos de leniência firmados no Brasil pela Justiça argentina. De acordo com o Ministério Público (MP) argentino, o acordo, assinado pelo procurador-geral interino, Eduardo Casal, permitiu chegar a um “consenso sobre os termos de um modelo de compromisso que abre caminho para os procuradores e serve como uma ferramenta para que as investigações tenham a possibilidade de acessar as informações e evidências reveladas no Brasil pelas pessoas que decidiram colaborar por meio de acordos de leniência ou delações premiadas", diz nota publicada nesta sexta-feira (3) pelo MP argentino.

Nenhum comentário: