PROMOÇÃO

sábado, 4 de agosto de 2018

Lula barra indicação de Manuela D'Ávila para sua vice

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou a indicação de Manuela D’Ávila (PCdoB) como vice na sua chapa à Presidência da República. A presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann havia sido convocada pelo petista para ir a Curitiba, onde ele está preso há quatro meses, para receber as orientações sobre a oficialização da chapa do PT na sucessão de Michel Temer. Apesar de o partido querer indicar Manuela para a vice de Lula já na convenção da sigla neste sábado (4), como recomenda a lei eleitoral, o ex-presidente decidiu travar as negociações. Ao sair da Superintendência da Polícia Federal, Gleisi anunciou que o PT não iria indicar um vice na chapa neste momento.  “Não tivemos jurisprudência que mude a regra do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) no prazo para apresentação da vice. Vamos encaminhar junto à Executiva nacional”, afirmou. Ainda de acordo com a publicação, até o último minuto do encontro, advogados de Lula tentavam acionar Gleisi por telefone para dizer que o mais prudente era seguir a legislação. Ela determina que a oficialização da chapa deve ser feita até 24 horas após o fim do prazo das convenções partidárias, em 5 de agosto. Emissários de Lula chegaram a consultar nesta sexta-feira (3) dirigentes do PCdoB para saber sobre a possibilidade de Manuela desistir da candidatura própria ao Planalto para ser oficializada vice do petista. Segundo petistas, um dos motivos que levou Lula a brecar as negociações foi impedir as prováveis especulações sobre opções à sua candidatura, caso o vice fosse indicado antes do dia 15 de agosto, prazo final do registro de candidatura.

Nenhum comentário: