PROMOÇÃO

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Morre delegado cearense baleado em 2015 após discussão na Paraíba

Acusado do crime, ex-vereador paraibano foi condenado a 13 anos de prisão
Machado morava há 10 anos na Paraíba quando o crime ocorreu. ( Foto: Reprodução )

O delegado cearense lotado na Polícia Civil da Paraíba, Leonardo Machado da Costa Sousa Carvalho, faleceu neste sábado (11), em Fortaleza, após passar os últimos três anos em estado vegetativo. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo, em junho de 2015, por um ex-vereador na cidade de Uiraúna, no Sertão paraibano, depois de uma discussão num supermecado.

À época, com 37 anos, o delegado esbarrou no acusado do crime, Ivamar de Paiva Barreto, quando ambos estavam no comércio. Ao sair do local, a vítima foi baleada na cabeça e no tórax, no estacionamento. Leonardo estava acompanhado da mãe e dos dois filhos. Ele foi socorrido para um hospital em João Pessoa e depois transferido para Fortaleza.


Ivamar de Paiva Barreto fugiu da cidade, mas foi preso em Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte, um mês após o crime. Em março de 2017, ele foi condenado a 13 anos de prisão por porte ilegal de arma, homicídio tentado duplamente qualificado e crime por motivo fútil. Hoje, ele está preso no Presídio PB1, em João Pessoa.

Carreira

Leonardo nasceu no Ceará, se formou em Direito na Universidade de Fortaleza (Unifor) e morava na Paraíba desde 2005, quando assumiu o cargo de delegado nas cidades de Cajazeiras, Uiraúna e, posteriormente, Sousa. De acordo familiares, nos últimos anos, ele respirava com a ajuda de aparelhos, se alimentava por uma sonda e tinha ataques epiléticos.

A Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba (Adepdel) manifestou "profundo pesar pelo falecimento de seu associado", lembrando que "há três anos Leonardo vinha lutando pela vida, após ter sido, de forma covarde e vil, alvejado por disparo de arma de fogo".

"Rogamos a Deus para que receba nosso colega de braços abertos e que dê forças a sua família - filhos, esposa, irmãs, mãe e demais familiares - para suportar esse momento tão difícil", diz nota assinada pelo presidente da entidade, Steferson Gomes Nogueira Vieira


A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Ceará (Adepol-CE) também destacou que se solidariza com familiares e amigos do Delegado. "Leonardo Machado era cearense, mas prestava serviços à sociedade paraibana através da Polícia Civil. Trata-se de um crime que deixou não somente os parentes enlutados pela morte prematura de um profissional da Segurança Pública, mas todos os cidadãos paraibanos", manifestou-se.

Despedida

O velório de Leonardo Machado ocorre na Funerária Ethernus, neste domingo (12), a partir das 18h. A missa de corpo presente acontece no mesmo local, às 9h desta segunda (13). Já o sepultamento ocorre em seguida, no cemitério São João Batista, no Centro de Fortaleza, às 10h30.

Diario do Nordeste

Nenhum comentário: