PROMOÇÃO

domingo, 7 de outubro de 2018

Em Alagoas, mulher é proibida de votar por estar com camisa com nome de Lula

Foto: Reprodução / Twitter

Uma mulher foi impedida de votar em Alagoas por ir à zona eleitoral com uma camisa em que havia o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A roupa também trazia o nome de Fernando Haddad, candidato do Partido dos Trabalhadores à presidência da República.

"A gente acabou de ligar para o promotor e ele disse que é permitido camisa do candidato, mas não do Lula", diz um policial militar em um vídeo que circula nas redes sociais. Um outro homem, que não foi identificado, começa a discutir com a mulher, dizendo que ela estava "induzindo o voto" e "enganando o povo".

O registro mostra ainda o policial pedindo que a senhora mude de camisa antes de retornar à zona eleitoral para votar. A Justiça Eleitoral permite que os eleitores votem com camisas, botons e bonés de candidatos, desde que não estejam em grupos, para não configurar ato eleitoral. Não há qualquer indicação de camisas que não sejam de candidatos.

Nenhum comentário: