PROMOÇÃO

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Empresários pedem a Bolsonaro mais verba para compra de tratores

Foto: Reprodução / Paja

Empresários do setor de máquinas procuraram a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, para demonstrar preocupação com os valores reservados para subsidiar a compra de tratores. Por meio do programa Moderfrota, o governo federal banca taxas de juros mais baixas para o financiamento de tratores para produtores agrícolas. Os recursos entram no Orçamento como subsídios. 

As taxas para produtores com faturamento de R$ 90 milhões por ano é de 7,5% ao ano. Para os maiores, a taxa é de 9,5% ao ano. A taxa é tabelada pelo governo. Na safra atual (2017-2018), o governo reservou R$ 8,9 bilhões para bancar o subsídio. 

A demanda, segundo João Marquesan, presidente do conselho de administração da Abimaq (associação que reúne fabricantes de máquinas e equipamentos), superou a expectativa e cresceu 58% em relação à safra passada. 

Com isso, o setor prevê que a disponibilidade de recursos acaba antes de março, quando começam as grandes feiras do setor voltadas à venda de máquinas agrícolas. 

Marquesan levou o problema à futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, nesta quarta-feira (28), no gabinete de transição, no CCBB. Na segunda (26), ele disse que informou o futuro ministro da economia, Paulo Guedes. 

"Esperamos que seja feito um remanejamento de verbas de outras áreas para este programa", afirmou o empresário. 

Ele comentou ainda a fusão dos ministérios da Indústria e da Fazenda, alvo de críticas de parte do setor produtivo.

Marquesan afirmou que não vê problemas na junção e que ficou satisfeito com a promessa de Guedes aos empresários, de pretende reduzir o peso da carga tributária e dos juros sobre o produtor brasileiro.


por Folhapress | Mariana Carneiro

Nenhum comentário: