quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Brasil e Argentina revisarão tratado para acelerar extradição, diz Moro

Foto: Gil Ferreira / Agência Brasil

Após se reunir com o ministro da Justiça argentino, Germán Garavano, e com a ministra argentina da Segurança, Patrícia Bullrich, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou nesta quarta-feira (16) que Brasil e Argentina vão assinar uma revisão do tratado de extradição entre os dois países, para acelerar o processo.

Uma comitiva oficial do país vizinho, comandada pelo presidente Maurício Macri, chegou a Brasília nesta quarta.

Moro chamou a revisão do tratado de um "aprimoramento". De acordo com o ministro, o processo de extradição "será adiantado".

Nenhum comentário: