PROMOÇÃO

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Exame em Bolsonaro descarta complicações pós-cirúrgicas

Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi submetido a uma tomografia no abdômen que descartou complicações cirúrgicas, informou neste domingo (3) o hospital Albert Einstein, onde ele foi internado uma semana atrás para uma operação de reconstrução do trânsito intestinal e retirada de bolsa de colostomia.

O estado de saúde dele é estável, de acordo com o boletim médico. Visitas continuam restritas, por orientação da equipe. Como a Folha de S.Paulo publicou, Bolsonaro teve uma paralisia no intestino, que provocou náuseas e vômitos neste sábado (2).

A assessoria da Presidência informou se tratar de uma "reação normal e decorrente da retomada da função intestinal", mas médicos ouvidos pela reportagem disseram que o quadro poderia indicar uma piora no quadro clínico.

Neste domingo, o presidente segue sem dor e sem sinais de infecção, segundo o comunicado do Einstein. Ele continua também com uma sonda nasogástrica, colocada para retirar o líquido em excesso no estômago. O paciente está recebendo nutrição parenteral exclusiva, por meio de sonda.

Os médicos comunicaram também que Bolsonaro mantém a rotina de fisioterapia respiratória e de exercícios motores no quarto. As atividades auxiliam na recuperação e na cicatrização. A equipe também toma medidas de prevenção de trombose venosa.


por Folhapress

Nenhum comentário: