sábado, 2 de março de 2019

Justiça concede liberdade temporária para Lula acompanhar enterro do neto

Foto: Divulgação

A Justiça Federal autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) para acompanhar o enterro do neto, Arthur Araújo Lula da Silva. O garoto de 7 anos morreu na manhã desta sexta-feira (1º) em decorrência de um quadro de meningite meningocócica (lembre aqui).

A defesa do ex-presidente se comprometeu a não divulgar qualquer informação relativa ao trajeto que será realizado até o local do sepultamento, que será informado “diretamente à autoridade policial”, de acordo com a Folha de S. Paulo. A militância acampada em Curitiba também decidiu não fazer atos em frente à Superintendência da PF, para evitar tensões como no pedido de liberdade temporária para que o petista acompanhasse o enterro do irmão, Genival Inácio da Silva, mais conhecido como Vavá.

Lula será transportado para São Paulo em um avião cedido pelo governador do Paraná, Ratinho Jr., a pedido de PF.

O processo para que o ex-presidente tenha acesso ao benefício previsto na Lei de Execução Penal, que estabelece a previsão de saída temporária de presos para velórios e enterros de familiares, incluindo descendentes, está sob sigilo e pode ser acompanhado apenas pela juíza Carolina Lebbos e alguns servidores da vara.

Nenhum comentário: