segunda-feira, 24 de junho de 2019

CASO DANIELLE Morte de Danielle completa dois meses e assassino segue impune

Universitária foi brutalmente assassinada em um sítio da família na zona rural de Pedra Branca em abril deste ano

Pedra Branca

- Neste dia 24 de maio completa dois mês que a universitária Danielle Oliveira, 20 anos, desapareceu, enquanto trabalhava na produção de queijos na casa da fazendo de sua família, cerca de 9 km da sede do município.

Após uma tarde e uma noite de buscas pela família e amigos foi encontrada morta  na manhã do dia 25 de abril, a cerca de 500 metros de distância da sede da fazenda, apresentando sinais de agressão e violência sexual.Confira uma serie de reportagem sobre o caso: A Polícia Civil de Pedra Branca, conseguiu identificar o acusado do crime que chocou a sociedade em menos de 24 horas.




O criminoso psicopata José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, ex-caseiro da família. (Na foto acima o mesmo aparece ao lada da vítima). 

A justiça decretou imediatamente sua prisão preventiva, dando início a uma caçada ininterrupta ao criminoso que chega a dois meses, percorrendo cerca de 400 km e e dois estados. A Secretária de Segurança do Estado montou uma força-tarefa em busca de capturar o acusado, os trabalhos estão sendo conduzidos pela Delegada Anarda Araujo, titular da delegacia de Pedra Branca. O criminoso já se encontra no estado do Piauí e continua sua fuga cinematografia, nunca antes vista no Ceará. desafiando os limites e as autoridades e pondo em prova a secretaria de segurança do estado.

Confira uma serie de reportagem sobre o caso:

sertnews

Nenhum comentário: