quarta-feira, 5 de junho de 2019

Região do Cariri, no Ceará, tem quatro casos confirmados de H1N1 e três suspeitos; três pessoas morreram

O número de doses da vacina já acabou nos municípios de Juazeiro do Norte e Crato.



As doses de imunização contra a Influenza A acabaram nos postos de saúde do Crato e de Juazeiro do Norte na manhã desta terça-feira, devido à alta procura na região. — Foto: Reprodução/TV Verdes Mares

A Região do Cariri, no Ceará, teve quatro casos confirmados e três suspeitos de H1N1 no último mês. Destes números, três óbitos foram registrados, sendo dois diagnosticados com o vírus da Influenza A e outro em análise. Os casos ocorreram nos municípios de Juazeiro do Norte e Crato. Uma das mortes confirmadas pela doença foi a da estudante de nutrição Rafaela Callou de Sá Barreto, 23 anos, na madrugada desta terça (4). Ela estava internada em uma clínica particular em Juazeiro do Norte e teve três paradas cardiorrespiratórias, conforme informou a família. Outro óbito também ocorreu nesta terça-feira, pela manhã. O padre José Luismar Rodrigues, da Paróquia Nossa Senhora das Angústias, no município de Tarrafas, faleceu com suspeita da doença. Ele estava internado em um hospital no Crato. A terceira morte em decorrência da doença ocorreu em Juazeiro do Norte, mas a Secretaria de Saúde do Município (SMS) não informou o dia do registro. Um exame laboratorial confirmou que foi por H1N1. Outras duas pessoas também contraíram a gripe no Crato, mas já receberam alta hospitalar e se recuperam em casa. No Crato há ainda dois outros casos em investigação. A Secretaria de Saúde do município disse que a morte do padre está sendo investigada e aguarda o resultado do exame, que está sendo analisado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Desvio de vacinas

A secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, Francimones Albuquerque, informou, em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (4), que um funcionário de um posto de saúde do município desviou 30 vacinas para clínicas particulares da região. Ele estaria vendendo o produto. De acordo com Albuquerque, já foi aberta uma sindicância para identificar o profissional e puni-lo com as medidas cabíveis. "Isso é um crime contra a administração pública. O município precisando de vacinas, e um funcionário desviando", relatou.

Doses esgotadas


As doses de imunização contra a Influenza A acabaram nos postos de saúde do Crato e de Juazeiro do Norte na manhã desta terça-feira, devido à alta procura na região. A Secretaria Municipal de Saúde do Crato (SMS) informou que já vacinou 95% das pessoas dos grupos prioritários, ultrapassando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS). Sem mais doses da vacina, Crato e Juazeiro do Norte não têm previsão para dar continuidade à imunização contra o vírus. A Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) prorrogou a campanha até o 14 de junho para os grupos prioritários, conforme recomendação do MS, já que alguns municípios não atingiram a meta. Tanto o Crato como Juazeiro informaram que já pediram doses extras para o Estado e aguardam uma resposta. Até o momento, não há previsão de vacinas adicionais.

Por G1 CE

Nenhum comentário: