quarta-feira, 3 de julho de 2019

Oito suspeitos de envolvimento na morte de PM em Pernambuco são mortos no Agreste da PB

Viatura metralhada

Oito suspeitos de envolvimento na morte de um policial militar em Pernambuco foram mortos nesta terça-feira (2), após troca de tiros com a polícia em Barra de São Miguel, no Agreste da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar de Santa Cruz do Capibaribe (PE), os suspeitos, que estavam foragidos desde a manhã de segunda-feira (1º), estavam escondidos em um matagal. Os criminosos foram localizados pela polícia por volta das 8h30 desta terça-feira. Segundo a PM, o grupo estava escondido em um matagal entre as cidades de Barra de São Miguel e Riacho de Santo Antônio. Ao chegarem no local, a polícia teria sido recebida a tiros. Foi quando houve o confronto que terminou nas mortes dos suspeitos. Conforme a polícia, os suspeitos eram seis homens e duas mulheres. Todos os corpos foram levados para a cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste pernambucano. O grupo seria de uma organização criminosa e, ainda segundo a PM, quatro deles estariam envolvidos no assalto ao mercadinho que aconteceu antes da morte do policial.
Foram apreendidos o dinheiro do roubo em Santa Cruz do Capibaribe, duas pistolas 380, dois revólveres 38 e uma espingarda calibre 12 de repetição – a mesma utilizada na ação do dia anterior.


Quatro suspeitos fariam resgate de grupo - De acordo com a polícia, oito suspeitos foram mortos na troca de tiros no Agreste da Paraíba. Mas, segundo a PM, apenas quatro deles participaram do assalto ao mercadinho e da morte do PM em Santa Cruz do Capibaribe (PE). Os outros quatro mortos no confronto com a polícia nesta terça-feira, entre eles as duas mulheres, teriam ido até o local realizar o resgate do restante do grupo, que estava foragido desde a tarde da segunda-feira.


Vereador de Betânia (PE) entre os mortos - Ainda de acordo com a polícia, entre os suspeitos mortos estava o vereador Andson Berigue de Lima (PP), de 29 anos, conhecido por "Nanaca", eleito na cidade de Betânia, em Pernambuco, pela coligação Unidos Por Uma Nova História. Além de envolvimento com a organização criminosa, o vereador era suspeito de vários assaltos a bancos e outros crimes cometidos em Pernambuco. Segundo a polícia, ele teria ido resgatar o irmão, conhecido como Galego de Lena, possível participante no crime do dia anterior. Era suspeito de chefiar o grupo, formado ainda por um primo desses irmãos, conhecido como Edys de Gevan. Além dos três, estão entre os oito suspeitos mortos um homem conhecido como Wellington Cabeludo, também de Betânia, e uma mulher identificada como Jácia de Siba, que manteria um relacionamento com Galego de Lena. Tanto Wellington como Galego tinham mandados de prisão expedidos – o primeiro, pelo assalto a uma lotérica na cidade de Carnaíba (PE) em 2018, e o segundo, por sequestro de funcionário do Bradesco do município de Custódia (PE), também no ano passado.



Soldado morto e sargento ferido - O soldado da Polícia Militar, André Silva, foi morto e um sargento ficou ferido durante uma troca de tiros com criminosos na manhã da segunda-feira (1º), em Santa Cruz do Capibaribe, Agreste de Pernambuco. O soldado estava dentro da viatura quando foi atingido pelos disparos. Vários tiros foram efetuados contra o veículo. Conforme a polícia três criminosos teriam assaltado um mercado e em seguida, fugiram. Os policiais chegaram a localizar os bandidos e os perseguiram. Foi quando houve a troca de tiros. Após o crime, o grupo fugiu sentido Paraíba. O carro utilizado pelos criminosos foi encontrado pelos policiais ainda na tarde da segunda-feira, em Barra de São Miguel, cidade da Paraíba divisa com o Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar de Pernambuco, o sargento Moacir Moreira da Silva, que ficou ferido durante a troca de tiros com os criminosos, passou por cirurgia na noite da segunda-feira e permanece com estado de saúde é estável.


Nenhum comentário: