Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente da República Jair Bolsonaro sugeriu durante um voo, em conversa com senadores e um deputado, que o vice-presidente Hamilton Mourão age como uma espécie de presidente paralela, com foco em holofotes. A informação foi apurada pelo jornal Estado de S. Paulo com três parlamentares presentes na ocasião, mas que pediram sigilo quanto aos seus nomes.

O episódio se deu no último dia 11, após a realização da cerimônia em comemoração aos cem dias de governo. Conforme apontado pelo Estadão, todos os parlamentares a que o veículo teve acesso confirmaram o incômodo por parte de Bolsonaro para com o vice-presidente da República.

Entre os pontos de incômodo do presidente está, por exemplo, o fato de Mourão ter aceitado fazer palestra no Wilson Center, nos Estados Unidos, após receber um convite dizendo que os primeiros cem dias do governo foram marcados por uma “paralisia política”. A convocação também elogiava o vice, tratado como “uma voz de razão e moderação, capaz de orientar a direção em assuntos nacionais e internacionais”.