Daniel Viana Sampaio, de 22 anos, trabalhava como entregador em uma área dominada por uma facção rival da que atua na região onde ele trabalhava, segundo a polícia.


 Funcionário de mercadinho é morto a tiros após receber ordem de criminosos para deixar emprego em Fortaleza

Daniel Viana Sampaio, de 22 anos, morreu após ser ameaçado para deixar emprego na Granja Lisboa, em Fortaleza. — Foto: Rafaela Duarte/ Sistema Verdes Mares

Um funcionário de um mercadinho foi morto a tiros na Rua Pato Branco, no Bairro Granja Lisboa, em Fortaleza, na noite desta terça-feira (26), após receber ordem de criminosos para deixar o emprego.

Daniel Viana Sampaio, de 22 anos, trabalhava como entregador em uma área dominada por uma facção rival da que atua na região onde ele trabalhava, segundo a polícia. Os agentes suspeitam que esta tenha sido a motivação do crime.

De acordo com o tenente Renir, do 17º Batalhão da Polícia Militar, a família do jovem informou que ele "já teria sido avisado que se ele não saísse do trabalho dele, em um mercadinho próximo ao local do crime, os suspeitos iriam executá-lo”.

Segundo o tenente, Daniel foi morto quando estava de bicicleta nas proximidades do trabalho e dois suspeitos em um carro branco atiraram contra ele. O jovem tentou fugir, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Daniel era morador do Bairro Granja Lisboa e não tinha antecedentes criminais.

G1 CE