A comissão mista de senadores e deputados que discutirá a Reforma Tributária iniciou seus trabalhos nesta quarta-feira (04). O colegiado, com 25 deputados e 25 senadores, vai elaborar um texto de consenso com base nas duas propostas que tramitam nas duas Casas – uma na Câmara e outra no Senado. A previsão é que o relatório seja apresentado no dia 28 de abril e sua votação aconteça no dia 5 de maio.

Indicado para integrar o colegiado, o senador Tasso Jereissati (PSDB/CE), inicialmente, cobrou a apresentação da proposta oficial do Governo, antes da participação do Ministro Paulo Guedes nos debates.


Nós não conhecemos a proposta do governo. Não faz sentido ele (Ministro Paulo Guedes) vir aqui sem que apresente os planos do governo. E queremos conhecer o texto antes da audiência pública, disse.

Logo em seguida, Tasso reconheceu a complexidade da Reforma e a expectativa da elaboração de um texto base, que será encaminhado à Câmara dos Deputados, após a aprovação na Comissão.


A reforma tributária é extremamente complexa, porque ela envolve vários interesses diferentes, pontos de vistas diferentes, e o que nós estamos tentando aqui, nesta Comissão, não é aprovar um texto definitivo para ser aprovado. É aprovar um texto base para ser levado à Câmara, primeiramente, para a sua votação.

Ceará Agora