Dr. Cabeto


A agenda dos assessores e interlocutores do Secretário de Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins Rodrigues, que, neste domingo, teve positivo o teste para coronavaírus, começa a ser alterada com a realização de exames para o diagnóstico ou não da Covid-19. São dezenas de pessoas com as quais Cabeto convive na Secretaria de Saúde e na política – prefeitos, secretários municipais de saúde e deputados estaduais. Os mais próximos serão submetidos ao teste de Covid-19.

Cabeto deu entrada, à noite, no Hospital Monte Klinikum, no Bairro da Aldeota, em Fortaleza, com mal estar, teve febre no sábado e, neste domingo, confirmou que os sintomas que o acompanharam nos últimos dias eram mesmo de coronavírus. O Secretário, mesmo com a doença, participa de conversas e reuniões, de forma virtual, para acompanhamento das ações de combate ao coronavírus.

Médico da área de cardioalogia, Cabeto é a primeira autoridade do Governo do Estado a testar positivo para a Covid-19. Um dos primeiros atingidos na área política com o coronavírus foi o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Júlio César Filho, que provocou a interdição, por decisão do presidente da Mesa Diretora, José Sarto (PDT), do Plenário 13 de Maio. Com essa medida, as sessões passaram a ser realizadas de forma virtual.

A infecção da Covid-19 atingiu outros três deputados estaduais – Antonio Granja, Tin Gomes e Queiroz Filho. A doença pegou, ainda, o senador Prisco Bezerra (PDT). Após confirmação do teste de coronavírus, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), irmão de Prisco, assim como o ex-reitor e professor Roberto Cláudio, pai de ambos, tiveram diagnostica a infecção. O pai do prefeito permanece internado em um hospital particular na Capital.