O projeto de lei que autoriza o Executivo Estadual a pagar as contas de água e energia elétrica de consumidores de baixa renda durante o período emergencial de enfrentamento ao coronavírus no Estado deve ser votada nesta sexta-feira (3) na Assembleia Legislativa. Com o projeto, as famílias que se encontram nessa categoria de renda ficam isentas das cobranças pelo período de três meses.

Mesmo que a mensagem que trata das contas da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) ainda não ter sido aprovada, o período abrangido na isenção das tarifas de água e esgoto já começou a ser contado a partir desta quarta. A medida abrange imóveis que se enquadram no padrão básico e não ultrapassam 10 metros cúbicos de consumo por mês e beneficia cerca de 338 mil famílias.

Já para as contas de energia, a matéria contempla consumidores residenciais de baixa renda que consumam até, no máximo, 100 kWh por mês. Cerca de 534 mil famílias devem ser beneficiadas.


Ceará Agora