São 21 mortes a mais em 24 horas e 523 novos casos confirmados

Ceará se aproxima das 400 mortes por coronavírus e tem 6.783 casos confirmados
Movimentação de ambulâncias e pacientes chegando ao hospital Leonardo Da Vinci (Foto: FÁBIO LIMA)

O Ceará chegou a 6.783 casos confirmados do novo coronavírus nesta segunda, 27 de abril (27/04), 523 casos a mais que o registrado um dia antes. São 397 mortes pela doença, 21 a mais que o registrado no domingo. Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), atualizada às 17h17min.


Fortaleza concentra a maioria dos óbitos (316).

Conforme o IntegraSUS, 18.839 casos suspeitos estão em investigação. Ao todo, 22.724 exames já foram realizados no Ceará. A letalidade da doença está em 5,9%.

Fortaleza segue com o maior número de casos do Estado, com 5.326 infecções confirmadas laboratorialmente. Caucaia (264), Maracanaú (144), Sobral (103), Maranguape (62), Aquiraz (59) e Eusébio (48) vem em seguida. O número de municípios cearenses com registro da Covid-19 subiu para 138.
Coronavírus: Números do Ceará

18.839 casos em investigação

22.724 exames realizados

6.783 casos confirmados

397 óbitos

5,9% de taxa de letalidade

138 municípios com casos confirmados
Coronavírus no Brasil

O Brasil chega a 4.205 mortes registradas por Covid-19 neste domingo, 26. Nas últimas 24 horas, foram 189 novos óbitos provocados pela doença, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Foram registrados ainda 3.379 novas confirmações de Covid-19, elevando o número de casos para 61.888. Até sábado, eram 58.509 casos e 4.016 mortes.




Evolução do coronavírus no Ceará

















































Por que se chama coronavírus?


O nome "corona" se deve à coroa de espinhos que o envolve. Esses espinhos estão envolvidos por uma camada de gordura - retirada das próprias células humanas. Ele entra nessa capa de gordura para invadir outras células. Sem esta fina capa de gordura, o coronavírus morre.
Como é a transmissão do coronavírus?

Os coronavírus são transmitidos por ar e por mucosas. O vírus sobrevive bastante tempo em gotículas de espirro e tosse. Para evitar contaminação por meio das gotículas, recomenda-se ficar a pelo menos um metro e meio de pessoas com tosse ou espirrando.

O vírus também está em gotículas aerossóis. Elas são tão minúsculas e finas que ficam suspensas no ar, e contaminam principalmente pessoas que estão em ambientes fechados com ar condicionado.

Por
REDAÇÃO O POVO