Número de pessoas na rua diminuiu depois que punição entrou em vigor.

A Prefeitura Municipal de Tuchín, na cidade de Córdoba, na Colômbia, resolveu aplicar uma punição mais severa aos moradores que desrespeitam as regras de isolamento social. O prefeito Alexis Salgado determinou que quem for pego em flagrante nas ruas sem motivo será preso pelos pés em uma estrutura de madeira conhecida como cepo em uma das praças públicas da cidade.
Moradores de Tuchín são presos pelo pé por descumprir quarentena Foto: Reprodução

A medida é prevista em lei e faz parte da tradição do povo indígena Zenú, de onde descende a população de Tuchín, mas não era utilizada há alguns anos. O castigo tem duração de meia hora, mas a Prefeitura estuda a possibilidade de aumentar o tempo do castigo.

– Para preservar a estrutura institucional e respeitar os usos e costumes do povo Zenú, essa articulação está sendo realizada. Queremos ser um exemplo de respeito e demonstrar que, apesar da diversidade existente em nosso território, as instituições estão se unindo para proteger a saúde de todos.

De acordo com o prefeito, os resultados foram favoráveis e o tráfego de pessoas nas ruas diminuiu em poucas horas da aplicação do castigo. Pelo menos 12 pessoas tiveram os pés presos no primeiro dia de uso do cepo.

– Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, as estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições.


(Pleno News)
Via sobral24horas