Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil


O ministro da Justiça, Sergio Moro, silenciou neste domingo (19) sobre atos que pediram intervenção militar - em um deles, em Brasília, teve a participação do presidente Jair Bolsonaro.

Além de Moro, outra importante autoridade do país ligada à Justiça que nada falou sobre as manifestações foi o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Ele foi um dos alvos do protesto, assim como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. As informações são da coluna Painel, do jornal Folha de São Paulo.

Durante a participação no ato, Bolsonaro disse que "acabou a época da patifaria. É agora o povo no poder. Mais que o direito, vocês têm obrigação de lutar pelo país de vocês. Todos no Brasil têm que entender que estão submissos à vontade do povo brasileiro. Chega da velha política".

Ao final do discurso, Bolsonaro, que é contra o isolamento social como medida para conter o avanço do coronavírus, teve uma crise de tosse.