Pai, mãe e filha foram executados a tiros dentro de casa. Assassinos são procuradosPolícia investiga morte de produtor rural e família na zona rural de Acopiara
Antônio, a esposa Fátima e a filha Graciele foram mortos com tiros na cabeça

A Polícia Civil deu início às investigações de tragédia familiar ocorrida no fim de semana no Município de Acopiara, na região Centro-Sul do estado (a 340Km de Fortaleza). Três pessoas de uma mesma família foram assassinadas, a tiros, dentro de casa. O crime aconteceu na noite do último sábado (2), na localidade de Sítio Freitas, na localidade de Panelas, na zona rural.

O produtor rural Antônio de Ó Araújo, 54 anos; a esposa dele, Maria de Fátima Silva, 50 anos, professora da rede municipal de ensino; e a filha do casal, Graciele da Silva Araújo, 25, foram mortos dentro de casa, por dois homens.

No fim da tarde deste domingo (3), no cemitério da cidade de Acopiara, os mortos foram sepultados. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o velório contou com a presença de poucas pessoas, entre amigos e familiares. Além do sentimento de dor, eles buscavam respostas para o bárbaro crime.

“Todos viviam para o trabalho, era uma professora querida, uma família evangélica, sem inimigos e tudo isso foi uma grande surpresa, uma coisa triste que ninguém entende”, disse a professora Débora Albuquerque. “O nosso sentimento é de muita dor”.


Um irmão de Antônio Araújo, expressou o mesmo desejo de justiça. “A família e a cidade toda está em transtorno, quem nos conhece sabe que não temos nenhuma inimizade. Foi uma surpresa muito grande, a gente não vive de confusão. Nunca ele falou nada para mim sobre algum problema ou ameaça, e todos os dias pela manhã a gente se encontrava com papai para tirar o leite das vacas. É uma dor forte e só esperamos justiça”.

Consternada, a empresária Luíza Rufino, amiga da família, confirmou a versão dos familiares e disse que os três não possuíam inimigos. “Perdemos uma grande família. Eram pessoas do bem, trabalhadoras”, lamentou.

Por : Fernando Ribeiro
CN7