A vítima foi um homem, de 63 anos, que estava internado na Santa Casa de Misericórdia de Sobral


Cigano Barroso, como era conhecido, tinha 63 anos e era diabético

A Covid-19 fez a primeira vítima entre a população cigana do Ceará. Na última terça-feira (2), faleceu em Sobral, Antônio Ferreira dos Santos, conhecido como Cigano Barroso, aos 63 anos. Ele era diabético e fazia tratamento com hemodiálise. A causa da morte foi insuficiência respiratória causada pelo novo coronavírus. Com família em Fortaleza, no bairro Barroso, Antônio Ferreira fez parte dos primeiros grupos ciganos da localidade, mas atualmente residia em Sobral. Por conta da origem, era conhecido como Cigano Barroso. Músico, ele iria se apresentar no Encontro dos Povos do Mar, que reúne representantes de municípios cearenses para compartilhar experiências e saberes. 


Ceará - Pelo menos 20 mil pessoas vivem em comunidades ciganas no Ceará, localizadas em 60 cidades cearenses.
Sobral, na Região Norte, concentra o maior número do povo tradicional. São cerca de 108 famílias e 500 pessoas, concentradas principalmente no bairro Sumaré e na Fazenda Joelma. Outros bairros com população cigana é o Cristo, e Cohab I e II, além do Centro de Sobral, mas em número menor. Os bairros já registraram cerca 400 casos confirmados de Covid-19, entre ciganos e não ciganos.

 Pinheirinho