Foto: Reprodução / Twitter

Maior varejista de roupas do mundo e dona das redes Zara e Massimo Dutti, a Inditex anunciou na última quarta-feira (10) um e 2,7 bilhões de euros (R$ 15,23 bilhões) que prevê o fechamento de 1.200 lojas como parte de uma tentativa de impulsionar as vendas.

O grupo estabeleceu uma meta de vendas online que representarão 25% do total de vendas até 2022, contra 14% em 2019. A Inditex planeja gastar 900 milhões de euros (cerca de R$ 5 bilhões) anualmente nos próximos três anos para melhorar sua tecnologia e enfocar em suas melhores lojas.


De acordo com o presidente-executivo do grupo, Pablo Isla, o estoque do grupo era 10% menor no final do trimestre do que no ano anterior. "Compramos semanalmente, e no início de maio começamos a comprar novamente", explicou.


Além de fechar lojas, a Inditex disse que planeja abrir 450 novos pontos, avançando para um modelo de espaços maiores. A maioria das lojas que vão fechar são as mais antigas.

De acordo com o grupo, a posição de caixa líquido da empresa ficou em 5,8 bilhões de euros no final de abril, em comparação com 6,7 bilhões em abril do ano passado.