Fraudes são investigadas em Apuiarés, Pentecoste, Tauá e Catarina
As operações da PF são nos Municípios de Apuiarés, Pentecoste, Tauá e Catarina

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (25), a OPERAÇÃO RES PUBLICA, com o objetivo de arrecadar os originais de certames licitatórios para aprofundar as investigações sobre 25 contratações fraudulentas nas quais foram utilizadas verbas públicas federais das áreas da saúde e educação, nos municípios de Apuiarés e Pentecoste no Estado do Ceará.


Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nas sedes das Prefeituras desses municípios, expedidos pela Justiça Federal do Ceará.


As investigações tiveram início a partir do desdobramento de Inquérito Policial instaurado para apurar compras de votos no 1º turno das eleições municipais em 2012. 

Os investigados responderão, de acordo com o nível de participação, pelo crime de fraude a licitações públicas e crime de responsabilidade do gestor municipal (emprego irregular de verbas públicas), previstos, respectivamente, no art. 90 da Lei 8.666/93 e no art. 1º do Decreto-Lei 201/67.

Segunda operação


Também hoje A Polícia Federal cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva expedidos pela 25ª Vara Federal Justiça Federal de Iguatu, sendo um mandado de busca na cidade de Tauá e os outros três de busca e um de prisão cidade de Catarina.

Os mandados foram cumpridos. 

Por consequência, devido a pandemia de Covid-19, o Governo Federal pagou automaticamente a todos cadastrados no CadUnico o Auxílio Emergencial e desta feita a fraude também alcançou esse novo benefício. Todas As buscas foram acompanhadas por representantes da OAB.

Por : Fernando Ribeiro
CN7