Soldado Emerson da Silva Lima, de 30 anos, estava na Praia do Cumbuco com a namorada quando o casal foi abordado por três assaltantes.


Soldado Emerson da Silva Lima, de 30 anos, era lotado no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). — Foto: Arquivo pessoal


Um policial militar foi morto a tiros ao reagir a uma tentativa de assalto na noite desta sexta-feira (19), na Praia do Cumbuco, em Caucaia, na Grande Fortaleza. Na ação, o militar chegou a balear um dos assaltantes, que também morreu e outros quatro suspeitos foram presos. O agente é o quarto policial assassinado este mês em ações criminosas.

Segundo testemunhas, o soldado Emerson da Silva Lima, de 30 anos, estava na faixa de areia com a namorada quando três homens abordaram o casal e anunciaram o assalto. O PM reagiu e foi baleado. O agente ainda chegou a ser socorrido para o hospital municipal da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. A namorada dele não ficou ferida.

Polícia apreendeu uma arma ao lado do corpo de um assaltante morto na ação. — Foto: PM/ Divulgação

De acordo com a polícia, um dos criminosos também foi ferido a tiros e morreu no local. O homem foi identificado, com antecedentes criminais por homicídio e tráfico de drogas. Uma pistola que estava junto ao corpo dele foi apreendida pela polícia.

A polícia apurou que a arma do agente chegou a ser atingida e ficou danificada durante a troca de tiros. A Delegacia Metropolitana de Caucaia está acompanhando o caso. A namorada do agente foi levada para a unidade, onde foi ouvida.

Em nota, a PM lamentou o falecimento do soldado Emerson, que ingressou na corporação em 27 de dezembro de 2017 e atualmente estava lotado no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). “O Comando da Corporação se solidariza com a dor dos familiares e amigos”, afirma o comunicado.

Policiais mortos em assalto

Com o caso desta sexta-feira (19), a Polícia Militar contabiliza quatro agentes mortos no mês de junho ao reagirem a tentativa de assalto em Fortaleza e Região Metropolitana.


No dia 13 de junho, o sargento da Polícia Militar Nilton Cezar Vieira Lopes, 43 anos, foi morto a tiros no Bairro Jangurussu, em Fortaleza, quando voltava do trabalho. Uma câmera de segurança da região chegou a registrar o momento em que o PM deixava a moto na via e tentava fugir ao ser baleado na perna. Momentos depois, o policial foi localizado pelos assaltantes e executado em um matagal.

Um dia antes, o soldado Daniel Campos Menezes, foi morto ao presenciar assaltantes roubando aparelhos eletrônicos da casa onde morava, no Bairro Prefeito José Walter. Na ocasião, testemunhas informaram que o agente estava desarmado e gritou ao chegar na residência e ver homens levando televisão, notebook, entre outros pertences.

Já no início do mês, o subtenente da Polícia Militar, Francisco Augusto da Silva, de 46 anos, lotado no Batalhão de Operações Especiais (BOPE), foi atingido por disparos de arma de fogo após ser abordado por um criminoso no momento em que saía de casa para trabalhar. O caso aconteceu na Vila Manoel Sátiro. O militar chegou a ser socorrido por um vizinho e levado ao Hospital Frotinha do Bairro Parangaba, mas não resistiu e morreu na unidade de saúde.


Por G1 CE