Os próximos dois meses de enfrentamento a pandemia do coronavírus prometem ser os mais difíceis em Juazeiro do Norte. A informação é do prefeito Arnon Bezerra, que teve acesso a um estudo do grupo de pesquisa e desenvolvimento em Modelagem Estatística, Simulação e Otimização de Risco (Mesor), da Universidade Federal do Cariri (UFCA).


Segundo o gestor municipal, os pesquisadores apontam que a curva de contágio da doença atingirá seu pico entre os dias 28 de agosto e 29 de setembro, com um contágio que pode ultrapassar os 2,5 mil casos ao dia.

Segundo especialistas, o descumprimento das medidas de isolamento social e das regras de distanciamento é decisivo para o aumento das confirmações. Entre as ações preventivas, o prefeito Arnon Bezerra (PTB) aponta a ampliação da testagem e a antecipação do tratamento para os casos sintomáticos.

CN7