Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou, nesta terça-feira (7), que vai cumprir o isolamento social depois de ter testado positivo para o novo coronavírus. A informação foi dada em entrevista coletiva para CNN, TV Brasil e TV Record (lembre aqui). Ainda durante a conversa, o presidente confirmou que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro já fez para a Covid-19.


“Vou seguir o protocolo, despachar por videoconferência e raramente recebendo alguém para assinar documentos”, afirmou Bolsonaro. Ele informou ainda que não definiu os titulares da Saúde e da Educação, que ainda seguem com interinos nos ministérios.

Mais uma vez, o presidente voltou a defender o uso da hidroxicloroquina em fases iniciais da Covid-19. Ao citar o caso da médica Raíssa Soares, que pediu uma carga do medicamento em Porto Seguro, Bolsonaro falou que o mesmo aconteceu em Campo Grande (MS). “Olha que ironia do destino: o [prefeito Marcos] Trad é primo do [ex-ministro Luís Henrique] Mandetta, que era contra o uso da hidroxicloroquina. Tinha um protocolo do Mandetta que o uso era para casos graves, e em casos graves a chance é quase zero para recuperação”, ironizou o presidente.