A maioria dos homicídios e desastres aconteceu em cidades do interior cearense
Os irmãos Jair e Josivan Gregório do Nascimento, foram mortos, a tiros, em Itaitinga, durante uma tentativa de chacina na localidade Barrocão

Trinta e três pessoas morreram de forma violenta neste fim de semana no Ceará. As autoridades a da Segurança Pública registraram no intervalo entre a sexta-feira passada (3) e o começo da madrugada do dia (6), ao menos, 25 casos de assassinos e oito mortes em acidentes de trânsito em todo o estado.

Das 25 pessoas assassinadas no estado, 15 foram mortas no interior, nos seguintes Municípios: Juazeiro do Norte (dois casos), Jaguaruana, Limoeiro do Norte, Tabuleiro do Norte, Itapajé (caso de latrocínio), Sobral, Jucás (morte por intervenção policial), Baturité, Itapipoca, Cedro, Ipaumirim , além de achados de cadáveres em Crato, Icó e Reriutaba.

Na Grande Fortaleza, foram mais 10 casos de assassinatos, sendo quatro casos na Capital (nos bairros Parque Dois Irmãos, Planalto Pici, Parque São José e Pirambu) e seis na Região Metropolitana (três em Itaitinga, dois em Maranguape e um em Caucaia).

Duas tentativas de chacinas foram registradas neste fim de semana. Ainda na sexta-feira (3), duas pessoas foram mortas e outras cinco baleadas durante um ataque de bandidos de uma facção criminosa na localidade de Barrocão, no Município de Itaitinga.



Acidentes

Outras oito pessoas foram vítimas de acidentes com mortes no estado, nos seguintes Municípios: Jardim (dois mortos), Hidrolândia, Penaforte, Juazeiro do Norte, Araripe, Várzea Alegre e Araripe.

Um dos casos mais graves ocorreu no Centro da cidade de Jardim, no Cariri, onde a cabeleireira Luciana Bernardino da Silva, 26 anos; e sua filha, a pequena Joyce Bernardino da Silva, 7 anos, morreram vítimas de um atropelamento por uma caminhoneta. O caso ocorreu na manhã do último sábado (4).

Por : Fernando Ribeiro
CN7